• Responder à Questão
Ver todas as Questões

Trienal de Arquitectura de Lisboa
12 Set – 15 Dez 2013

Close, Closer é uma série de exposições e programas públicos que desafia e questiona o papel do arquiteto na sociedade contemporânea. Estamos a lançar uma discussão em torno desta paisagem em rápida transformação e o teu input é crucial. Como podemos aproximar-nos? Agora é contigo.


Ler o booklet de lançamento de Close, Closer

SUBMETER

Exposição O Efeito Instituto

As instituições são mediadores da prática arquitetónica e geradoras do seu discurso. Revistas, jornais, websites, galerias, espaços de projeto, arquivos, bibliotecas e museus por todo o mundo que situam a prática da arquitetura contemporânea, que comissariam e escrevem a sua história futura, são indiscutivelmente tão influentes no panorama atual quanto os autores que lhe dão nome, os arquitetos.

O Efeito Instituto converte-se numa homenagem viva e em transformação à instituição contemporânea.

Apresentando uma temporada intensa de workshops, palestras, debates e projeções, O Efeito Instituto pretende ser um fluxo de atividade em constante rotação. Desde uma palestra ao entardecer a uma exposição com a duração de seis dias, doze instituições internacionais pioneiras irão alternar sucessivamente como anfitriãs de um programa público, formando uma série de residências dinâmicas.

O espaço expositivo foi desenhado pelo primeiro instituto, a Fabrica. Contextualizado como uma instituição fictícia, integra uma livraria, um arquivo, área de workshop e de exposição, bem como a criação de uma identidade gráfica e um website. No âmbito da exposição, cada instituto deve seguir um conjunto de regras criadas pela instituição antecedente, bem como criar uma regra para o seu sucessor.

Ao longo de três meses, os visitantes poderão participar em atividades tão diversas como explorar novas formas de pedagogia num workshop de participação intensiva; visitar uma construção à escala 1:1 reimaginada de uma galeria de arquitetura mexicana; produzir uma experiência editorial; ou explorar Lisboa através de uma série de intervenções alternativas alargadas a toda a cidade.
 

Os Institutos

  • Fabrica, 11–15 Set

    Institutare

    Tomando a forma de uma instituição imaginária, Institutare desafia o papel e o contexto do termo “instituição”. Uma equipa de designers internacionais emergentes do centro de pesquisa de comunicação, Fabrica, vai projetar o território de trabalho de O Efeito Instituto. O mobiliário, identidade visual e serviços digitais vão definir um sistema modular básico, adaptável e reorganiázavel de acordo com as abordagens das instituções convidadas. Durante um workshop de cinco dias, os participantes são convidados a co-desenhar partes desta instituição fictícia, Instituare, com os designers da Fabrica. Os workshops vão explorar interpretações criativas de uma instituição inclusiva que abarca diferentes linguagens, culturas e objetivos.

    Regra: Fazer um retrato institucional usando como pano de fundo mobiliário Fabrica

    Colaboradores: Dan Hill (diretor da Fabrica), Sam Baron (diretor criativo da Fabrica), Catarina Carreiras (designer gráfica), Ryu Yamamoto (designer de produto – arquiteto) David Peñuela (designer interativo)

    www.fabrica.it

    Veja aqui como participar no workshop.

  • Storefront for Art and Architecture, 17–22 Set

    Storefront INTERNATIONAL SERIES / Lisbon

    A decorrer durante os dias de abertura de Close, Closer (11–15 Set), Storefront INTERNATIONAL Series realiza uma série de eventos em locais contestados, com especialistas locais e globais a abordar in-situ alguns dos temas mais prementes na construção da vida pública na cidade. Storefront I.S. é um projeto nómada que leva a Storefront Series a diferentes cidades e territórios, estabelecendo um modelo transversal de investigação que trabalha diretamente com agentes individuais e instituições locais de modo a identificar tópicos relevantes e abordar desafios urgentes, propondo estruturas alternativas de discussão.

    Regra: Saiam - Realizem um evento fora dos limites concetuais e físicos do instituto.

    Colaboradores: Grupo de peritos globais e locais

    www.storefrontnews.org

  • Institut für Raumexperimente, 24–29 Set

    Spaces of Intimacy

    O espaço da intimidade requer tempo. Precisa de sobreposições. Ocorre em lugares com história, com pessoas e entre coisas. A intimidade é construída entre lugares; é uma relação construída na proximidade, na interação, no contacto. É um espaço de conhecimento mútuo. Neste conhecimento, quer a aprendizagem quer a desaprendizagem têm lugar. Durante o fim-de-semana de 28 – 29 Setembro, o Institut für Raumexperimente vai organizar uma publicação experimental que aborda e gera tempos e espaços de intimidade na cidade. Espaços urbanos e publicações têm estado intimamente ligados ao longo dos tempos. Sendo a publicação parte das ferramentas de pesquisa e produção do instituto, os visitantes são convidados a participar, trazendo as suas próprias experiências de intimidade e esferas públicas partilhadas. Através de uma série de experiências urbanas, passeios e eventos discursivos, Spaces of Intimacy pretende descobrir onde a cidade nos pode levar.

    Regra: Aproximem-se! Não vos conseguimos ouvir. Sugere-se a criação de uma zona na qual é obrigatório sussurrar, das 14:00 às 15:00

    Colaboradores: Rune Bose, Tomas Espinosa, Jeremias Holliger, Norgard Kröger, Fotini Lazaridou-Hatzigoga, Yves Mettler, Jonas Wendelin, Christina Werner

    www.raumexperimente.net
     

    Veja como participar no workshop aqui.

  • Strelka Institute, 01–06 Out

    Institute as Catalyst

    Strelka Institute e Strelka Press apresentam uma noite de conversas sobre arquitetura, urbanismo e a cidade. O co-director da Strelka, Brendan McGetrick irá discutir a missão pedagógica da Strelka, em particular com referência ao tema anual, o seu programa educativo e o seu impacto em Moscovo. O escritor e urbanista Kuba Snopek apresenta o próximo ebook da Strelka sobre o “microayon” (Bloco habitacional soviético) de Belyayavo e a escritora Dasha Paramonova discutirá o seu ebook sobre arquitetura de estilo “Luzhjov” – construído durante o mandado do ex-presidente da Câmara de Moscovo Yuri Luzhkov. Estas conversas estarão também disponíveis em streaming e durante o resto da exposição.

    Regra: Pensar no título de um livro imaginário que gostassem de ver publicado,  odos os dias da vossa ocupação.

    Colaboradores: Justin McGuirk (diretor da Strelka Press), Brendan McGetrick (co-diretor da Strelka Institute), Kuba Snopek (escritor e urbanista), Dasha Paramanova (escritora)

    www.strelka.com

    Reserve um lugar na conversa
     

  • Spatial Agency, 17-20 Out

    The Institute for Radical Spatial Education (IRSE)

    O objetivo deste programa é repensar agendas profissionais e pedagógicas através de uma série de "ações" que vão alterar o espaço, no interior da área expositiva e para além dela. Durante dois dias, os coordenadores de IRSE vão trabalhar com cerca de 40 participantes, de diferentes percursos académicos e idades, para produzir um manifesto de pedagogia radical. Juntos vão explorar, discutir e visualizar a educação espacial enquanto vetor de mudança social radical. Participe e transforme a educação através de ações espaciais!

    Regra: Descrever a sua pedagogia e torná-la pública.

    Colaboradores: Nishat Awan (The University of Sheffield), Tatjana Schneider (The University of Sheffield), Jeremy Till (Central Saint Martins/University of the Arts London)

    www.spatialagency.net

  • SALT, 22-27 Out

    In Situ Qualitative

    In Situ Qualitative é um programa sobre programas. Experimentando com o próprio conteúdo de SALT, os seus criadores e utilizadores, traça um mapa dos efeitos dos indivíduos sobre as instituições. Três temas centrais no programa público de SALT “interdisciplinaridade”, “contribuição” e “caraterísticas” – são testados através de mapas de rede. O resultado é um livro único que detalha as interrelações entre conteúdo, participantes e conceitos. Será mostrado juntamente com um filme de uma sessão de perguntas e respostas com a equipa de pesquisa e programas SALT. Uma terceira e última camada consiste numa série de discussões públicas ao longo de dois dias, moderadas por Vasif Kortun e Meriç Öner.

    Regra: Escrever uma crítica completa ao SALT e publicá-la online

    Colaboradores: Vasif Kortun (diretor de pesquisa e programas do SALT), Meriç Öner (diretor associado de pesquisa e programas)

    www.saltonline.org

    Reserve um lugar na conversa "Superimposition"
    Reserve um lugar na conversa "Format"

     

  • Urban-Think Tank, 29-30 Oct

    Architecture at 24 Frames per Second

    Os filmes são uma poderosa ferramenta para comunicar e analisar a produção espacial, fornecendo significados e camadas dinâmicas ainda ausentes em imagens fixas. Architecture at 24 Frames per Second é um instituto contínuo de 32 horas que serve de recurso à compreensão da história e sobreposição concetual entre a arquitetura e as imagens em movimento. Um vídeo de grandes dimensões do estúdio de design Urban-Think Tank (U-TT) torna-se pano de fundo para uma série de mini-fóruns e apresentações visuais. Godard definiu o cinema como “verdade em 24 fotogramas por segundo”. Os U-TT defendem que os arquitetos modernos, que desejam compreender verdadeiramente a realidade e trabalhar com a mesma, devem adotar o cinema como produto e processo, inspirando uma nova geração de consultores de espaço urbano a abordar o vídeo como uma ferramenta indispensável na construção da cidade.

    Regra: Aprender com os insucessos e reapropriar a cidade.

    Colaboradores: Alfredo Brillembourg (fundador e co-diretor U-TT), Hubert Klumpner (co-diretor U-TT), Daniel Schwartz, Martin Andersson (cineasta)

    www.u-tt.com

     

    Para participar no workshop aceder: www.eventbrite.co.uk/event/8153566537/eorg | www.eventbrite.co.uk/event/8152473267/eorg

  • Center for Urban Pedagogy, 01-03 Nov

    Making Policy Public

    Making Policy Public é uma série de cartazes desdobráveis que usam design gráfico para explorar temas políticos. Cada cartaz é o produto da colaboração entre um designer, um ativista e um membro do CUP, a trabalhar em conjunto na criação de uma explicação visual de um tema político ou legislativo premente. São concebidos com e para o público que mais necessita desta informação, e os cartazes completados serão distribuídos por ativistas diretamente nas comunidades onde atuam, onde são usados pelos seus membros na defesa dos seus direitos. Ao longo de vários anos, CUP desenvolveu 12 números de Making Policy Public que explicam temas que vão da fraturação hidráulica aos direitos laborais dos trabalhadores domésticos. Estes cartazes estarão expostos no espaço de O Efeito Instituto de 23 Out a 3 Nov. CUP vai ainda fazer uma apresentação dos seus métodos de trabalho, seguida de uma discussão usando o design na abordagem a problemas sociais em Portugal. Os participantes vão partilhar métodos e discutir as formas como o projeto pode elucidar o processo político e conduzir a uma participação mais consciente e efetiva.

    Regra: Mandar mensagem à próxima instituição com uma lista de três coisas aprendidas durante o processo de montagem da própria instalação.

    Colaboradores: Christine Gaspar (diretora executiva do CUP), Valeria Mogilevich (vicediretora do CUP), Planeta Tangerina (editora)

    www.welcometocup.org

    Reserve um lugar na conversa Design and Political Change
     

  • Z33, 05-10 Nov

    Openstructures Temporary Spaces

    Z33 – Galeria belga de arte contemporânea, convida o designer Thomas Lommée e uma equipa portuguesa e belga de arquitetos, designers e engenheiros a explorar o desenho de espaços e construções temporárias num workshop. Como extensão do projeto OpenStructures de Thomas Lommée surge OpenStructures Temporary Spaces que vai explorar as possibilidades do sistema modular de construção tendo por base uma grelha geométrica partilhada. Através da investigação de parâmetros cruciais, como materiais disponíveis, clima e fatores espaciais e temporais, vão ser desenvolvidos diferentes conetores, peças de apoio e telas durante quatro dias. O workshop será um ciclo contínuo de investigação e experimentação, de pensar e fazer, seguido de um dia de apresentações e debates.

    Regra: Usar as ideias e métodos por trás de OpenStructures.

    Colaboradores: Thomas Lommée (designer), Lukas Wegwerth (designer), Jan Boelen (director da Z33)

    www.z33.be


    Assista à conversa de Jan Boelen da Z33 sobre o projeto Openstructures Temporary Spaces com Thomas Lommée

  • LIGA, espacio para arquitectura, 12-17 Nov

    LIGA 11, Mexico City, RCJV / LIGA 12, Lisbon, MMX

    Para O Efeito Instituto a galeria mexicana LIGA vai mudar-se temporariamente para Lisboa, onde, através do projeto de instalação do atelier de arquitetura mexicano MXX, irá replicar o seu pequeno espaço no MUDE – Museu do Design e da Moda. Ao replicarem o espaço, os MXX refletem as qualidades físicas do espaço expositivo como gerador do conteúdo curatorial. Ao mesmo tempo, o atelier português RCJV é convidado a inaugurar uma instalação site-specific na LIGA, Cidade do México apresentando o seu trabalho ao público mexicano. A junção de ambos cria um intercâmbio cultural, questionando a ideia de espaço expositivo e a sua localização, trazendo a ideia de duplo para o primeiro plano. Assim, a galeria LIGA multiplica-se, expondo-se simultaneamente nos dois lados do Atlântico.

    Regra: Readaptando, programando, queimando, convertendo num bar ou base de trabalho, a instituição deve dar um uso activo ao pavilhão LIGA, Lisboa.

    Colaboradores: Jorge Arvizu, Diego Ricalde, Emmanuel Ramírez and Ignacio Del Rio (co-founders of MMX), Ricardo Carvalho e Joana Vilhena (fundadores da RCJV), Mariesla Castro (diretora da LIGA) e FUNDACIÓN ALUMNOS47.

    www.liga-df.com

  • Design as Politics, 20-23 Nov

    Design as Politics é uma academia de pesquisa única no mundo. Iniciada pelo Ministério de Infraestruturas e Ambiente Holandês (Ministerie van Infrastructuur en Milieu), está localizada na Faculdade de Arquitectura da Universidade Tecnologica de Delft Design as Politics explora, pesquisa e define novos limites, pontos comuns e tensões entre os campos do design e da politica. Longe de ser neutro, de facil compreensão ou somente funcional, Design as Politics analisa o que está por trás do design e como este é influenciado por decisões políticas, assim como a ética e os valores reflectidos pelos mesmos. Manifestando-se como uma exposição que nos dá a conhecar o trabalho realizado pelo instituto e através de um conjunto de conferências, Design as Politics apresenta uma investigação sobre design, democracia, política e educação.

    Regra: Votar

    Colaboradores: Wouter Vanstiphout (historiador da arquitetura e professor da DASP) e Marta Relats (Professora e Diretora de Pesquisa, DASP)

    www.designaspolitics.wordpress.com

  • Jornal Arquitectos, 26 Nov-01 Dez

    That's the Press, Baby

    Jornal Arquitectos (JA), é o último instituto de O Efeito Instituto, e propõe continuar com a tarefa que sempre levar a cabo: pesquisar e reportar a realidade como ela é. Toda a equipa do jornal de arquitetura português vai realizar uma “análise forense” às atividades de cada uma das instituições que por ali passaram, analisando e divulgando o trabalho realizado. Uma espécie de “cadavre exquis”, esta publicação irá espelhar os vários agentes que contribuíram para a exposição sem, no entanto, comprometer o estilo caraterístico do JA. Sem conceitos exuberantes ou formatos estranhos, o JA permanecerá fiel ao seu compromisso jornalístico. “That’s the Press, Baby” é a famosa expressão de Humphrey Bogart no filme Deadline USA (1952), sobre jornalistas e liberdade de imprensa.

    Colaboradores: Pedro Baía, Isabel Barbas, Pedro Campos Costa, Pedro Clarke, Marta Labastida, Ivo Poças Martins, Rui Mendes, Paulo Moreira, Joaquim Moreno, Mariana Pestana, Diogo Seixas Lopes, André Tavares (jornalistas no JA)

    www.jornalarquitectos.pt

    Reserve um lugar na conversa do Jornal Arquitectos